Provedor, Redes

Fibra óptica: o que é?

A nova forma de consumo e mudança de comportamento da população tem revelado novas necessidades que impactam a vida das pessoas todos os dias. O aumento dos recursos tecnológicos para residências e indústrias, potencializado pela automação industrial, internet das coisas, comunicação em nuvem e outros meios faz ampliar a necessidade de conexão potente de rede. É aí que a fibra óptica destaca-se das outras formas de acesso à internet.

Mas afinal o que é fibra óptica? É uma tecnologia que possibilita a transmissão de dados, voz e vídeo com excelência. Além de ser ultrarrápida, pois a transferência de informações recebidas e enviadas é na velocidade da luz.

Com a conexão, por meio de cabo óptico é possível viver uma experiência contínua de até 10 gigabits (Gbps) por segundo. Isso significa baixar um filme HD, longa-metragem em apenas seis segundos.

A velocidade é apenas um dos motivos pelos quais, a conexão de cobre tem sido substituída por fibra óptica. O técnico em eletrônica, da Dicomp, Wagner Stevanato explica que “os cabos ópticos são filamentos transparentes e flexíveis. Fabricados por meio de plástico ou vidro, que conduzem a troca de dados”.

Por dentro da fibra existe o núcleo, constituído por vidro puro, responsável por conduzir a luz. Já a luz faz a transferência de dados conduzida pelo núcleo. Dentro da fibra óptica também existe a casca, que é bem fininha, próximo a consistência de um fio de cabelo.

Para evitar a interferência a fibra é revestida por uma casca. Depois vem o Kelvar, um polímero resistente, para dar flexibilidade permitindo manusear os cabos ópticos, sem que se rompam. E por fim vem a capa, feita de PVC, uma proteção externa, que reveste todas as camadas da fibra óptica.

Categorias de Cabos

Para atender as diferentes necessidades de comunicação presentes, existem dois tipos distintos de cabos de fibra óptica. O cabo monomodo e o multimodo. 

Mas agora você deve estar se perguntando para que servem esses cabos? Fique tranquilo, que ao longo desse texto você vai descobrir tudo o que precisa saber sobre fibra óptica.

Cabo Monomodo (SM)

A fibra de monomodo possui um núcleo menor. Por isso, a forma como a luz se propaga é linear e direta, como se fosse uma linha reta invisível.

O cabo óptico de monomodo é indicado para ser utilizado em aplicações que demandam grandes distâncias. Geralmente são as empresas de telefonia que utilizam essa fibra, pois focam no alcance de maiores distâncias e também na superioridade da banda.

Outra característica dessa fibra óptica é ser favorável para que o alcance do sinal da rede seja maior, com mínima taxa de perda de transmissão de dados.

Entretanto, em aspectos não tão positivos assim, a fibra óptica monomodo apresenta certa dificuldade de alinhamento em casos de emendas e conectores.

Conheça abaixo algumas características relevantes do da fibra óptica monomodo (SM):

  •         Possui espessura do núcleo de 9 μm e casca de125 μm;
  •         Distância máxima acima de 150km ou 4 km para cabeamento
  •         Permite o uso de um sinal de luz pela fibra;
  •         Maior alcance de sinal;
  •         Menos dispersão de banda;

Cabo Multimodo (MM)

Diferente da fibra óptica monomodo, esse cabo permite que luz tenha passagem múltipla, porque o seu núcleo tem o diâmetro maior.

Entretanto, o alcance da transmissão é um pouco menor. Por isso, normalmente a fibra óptica multimodo é utilizada em aplicações de redes locais internas, como: casas, apartamentos, backbone de edifícios comerciais e também em cabeamentos horizontais, pois alcança distâncias menores.

Aqui apresentamos algumas particularidades da fibra óptica Multimodo (MM):

  •         Conta com a espessura do núcleo 62.5 μm e casca de 125 μm;
  •         Facilidade no acoplamento de fontes luminosas e requer pouca precisão nos conectores;
  •         Distância máxima até 300 metros ou 2km para cabeamento estruturado;
  •         Usado em curtas distâncias pela facilidade de implementação;
  •         Recomendada para ligação interna ou interligação em um mesmo rack;

Por que oferecer conexão por fibra óptica?

O uso da fibra óptica, de fato, está revolucionando a experiência do usuário. E também potencializado avanços tecnológicos, em setores diferentes como: indústria, educação, cinema, jogos on-line e entretenimento, comércio, residências, entre outros.

O trabalho remoto foi outro ponto importante que fez aumentar a demanda por uma conexão de excelência. Por isso, qualidade do sinal tem sido um fato, cada vez mais, exigido pelos usuários.

Por isso, o aumento do número de usuários com acesso à banda larga tem crescido no Brasil. Conforme dados da Anatel, em fevereiro de 2020, mais de 10 milhões de pessoas já tinham acesso à banda larga, via fibra óptica. E ainda há muito espaço para crescimento do setor, aqui no Brasil. Clique aqui e confira mais.

Outro fato que beneficia o uso da fibra óptica é que ela não sofre interferências eletromagnéticas e ocupa menos espaço que os fios de cobre. “Oferecem mais economia durante a instalação, além de oferecer transmissão de dados com qualidade e confiabilidade”, garante o técnico em eletrônica, da Dicomp, Wagner Stevanato.

Para o usuário o principal diferencial é sentido na velocidade da conexão.

Em projetos, como por exemplo, de CFTV, quando é necessário interligar distintos prédios  a uma distância superior a 100 metros, não é possível utilizar os cabos UTP. “Desse modo as interligações dos periféricos são realizadas, por meio, de uma única fibra”, explica Wagner.

Para o instalador

 principal benefício para o instalador é quanto ao retrabalho, se, seguidas as normas de instrução para instalação corretamente. 

O primeiro passo é definir com qual cabo será utilizado no projeto o multimodo ou, o monomodo. Após definir o cabo utilizado é o momento de escolher os suportes aéreos.

As ferragens pelas quais os cabos passam devem ser estreitas para que a fibra óptica fique bem presa, entretanto, sem serem pressionadas excessivamente, pois podem se romper.

Quanto aos transmissores e receptores não devem estar sobrecarregados durante o uso. Pode-se usar o atenuador óptico para ajudar nesse processo. Pois, normalmente, o transmissor de fibra óptica opera em potência mais alta na saída quando comparado com o nível na entrada dos receptores.

Outro ponto muito importante é atenção na capacidade de transmitir dados há longas distâncias. Os cabos apresentam velocidades de transmissões diferentes. Para descobrir qual é a velocidade máxima da rede do cliente, há equipamentos específicos que permitem a atenuação do sinal e a quantidade de informações que podem ser transmitidas sem sobrecarga da rede.

Somos especialistas em soluções de fibra óptica, visite nossa loja. Deseja saber mais, tirar dúvidas ou fazer uma cotação? Entre em contato conosco pelo telefone (44) 4009-2826, ou, Whatsapp, clique aqui. Conheça mais sobre a Dicomp, nos acompanhe nas redes sociais no LinkedIn, Facebook eInstagram.

Sobre a Dicomp

A Dicomp atua na comercialização de produtos e equipamentos de telecomunicação, segurança, tecnologia da informação, automação industrial e sistemas de geração de energia solar fotovoltaica. É uma das cinco maiores empresas do segmento do mercado nacional, com atuação em multiprodutos de tecnologia, refletindo em um portfólio de mais de seis mil produtos. Com sede em Maringá (PR) possui um centro de distribuição em Itajaí (SC), uma unidade comercial no Paraguai e na China.

Gostou do conteúdo?

Acompanhe nosso blog e fique por dentro de todas as novidades e curiosidades sobre inúmeras áreas da tecnologia.

Aqui na Dicomp você garante produtos à pronta entrega, com as melhores opções de parcelamento, aprovação de crédito acelerada e orçamento ágil, a fim de promover a melhor experiência de compra para que você, integrador, possa garantir a melhor solução para seus clientes.

Conheça mais sobre a Dicomp, nos acompanhe nas redes sociais no LinkedIn, Facebook e Instagram.

2 thoughts

Deixe uma resposta