Redes, Telefonia

A Dicomp registra vendas de 70 mil km de Fibra Óptica em 2021

Empresa multissoluções em telecom, energia solar, automação industrial e segurança eletrônica aumentou vendas em roteadores wi-fi e fibra ótica durante a pandemia
A Dicomp, distribuidora de produtos de telecomunicações e serviços, registrou aumento de vendas de fibra óptica no ano passado. “Nós vendemos mais de 70 mil km de fibra ótica em 2021. Além disso, ativos de rede também tiveram um significativo crescimento, em especial para os roteadores wi-fi, alimentados pela busca de empresas e pessoas por sinais sem fio e com mais potência e eficiência”, conta Filipe Favoto, CEO da empresa com sede em Maringá, no Paraná, e que tem unidades na China e no Paraguai.
Focada em alimentar o mercado B2B, a Dicomp chegou a lidar com escassez de produtos no ano passado devido à alta demanda causada pelo home-office, mas conseguiu encontrar alternativas para manter abastecido o setor de telecom, que hoje representa 50% de seu faturamento.
“A pandemia trouxe uma necessidade extrema de aceleração do trabalho em casa, com isso, a exigência de uma conexão mais robusta acelerou a implantação de redes de fibra óptica, bem como a atualização de equipamentos de transmissão ou conexão, tanto na residência, como nas empresas. Essa necessidade impactou nas vendas de equipamentos, inclusive causando escassez no mercado de alguns insumos para fabricação de produtos”, explica Favoto.
Agora em 2022, mesmo em um cenário de incertezas ainda em virtude da pandemia, a Dicomp encontrou novas alternativas de seguir faturando, afirma Favoto. A principal solução encontrada pela empresa foi aumentar a compra de fotovoltaicos destinados à instalação de energia solar. Com isso, a empresa, que já comercializa tecnologia de automação industrial e segurança eletrônica, ampliou sua presença na energia sustentável, o que atendeu às demandas de clientes.
“No primeiro ano da vertical de energia solar na Dicomp, sua representatividade chegou a aproximadamente 30% do faturamento da empresa, acreditamos que esse número possa chegar até 50% de representatividade na Dicomp em 2022, principalmente com o aumento de produtos na linha off-grid e de inversores de maior potência”, finaliza Favoto.

Deixe uma resposta